MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

timbiras da sorte

timbiras da sorte
TIMBIRAS DA SORTE

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

ALERTA - Mulher é picada por escorpião em Timbiras.

Marinalva Silva esposa do popular Antonio Grosso, foi picada por um escorpião na noite do ultimo domingo (08/10), em Timbiras. O acidente ocorreu enquanto ela iria assar uma carne no fogareiro, em sua casa  na rua José Sarney centro. De acordo com a filha da vítima, o acidente ocorreu no momento em que Marinalva foi assar uma carne no fogão de barro de sua residência. O escorpião picou o dedo da mulher.

Marinalva foi encaminhada para o (HRT) Hospital Regional de Timbiras, onde foi medicada e ficou internada em observação, onde teve alta na segunda-feira (09). O seu estado de saúde não é grave, mas de acordo com o médico que fez o atendimento, se fosse uma criança, ela poderia morrer. O escorpião, ainda não foi localizado e não se sabe ainda o tipo animal que picou a mulher.

Ainda segundo a filha da vitima, no momento da picada dona Marinalva sentiu um aperto forte no coração, dormência no corpo, o dedo quente e a língua querendo enrolar, mas graças a Deus ela foi imediatamente socorrida e passa bem.

Como se proteger

– O único jeito de controlar o problema é manter o terreno limpo e organizado, onde o animal possa se esconder.

– Os escorpiões se alimentam de baratas, aranhas, cupins e encontra abrigo em entulhos, lixo, madeiras e restos de construção.

– Também é recomendado que os moradores tapem frestas das portas e paredes, mantenham os ralos vedados e inspecionem cama, lençóis, travesseiros, roupas e sapatos antes do uso.

Se for picado

– A orientação é procurar imediatamente o hospital de plantão. 

– A espécie amarela possui um veneno mais tóxico e uma picada bastante dolorida. Os casos podem se agravar mais rápido se a picada for em crianças ou idosos. Se possível é indicado levar o animal junto para identificação.

Recentemente o internauta timbirense Waltemir Monteiro, publicou em sua pagina oficial um escorpião amarelo que foi encontrado no interior de seu quarto no bairro Horta.
Foto - reprodução do Facebook de Waltemir Monteiro

O ferrão do escorpião (chamado de telson), além de servir para agarrar a presa, defender-se, e no acasalamento, inocula na presa um veneno. Este veneno contém uma série de substâncias cuja composição química não está bem definida, porém contém neurotoxinas, histaminas, serotonina, enzimas, inibidores de enzimas, e outras. Parece, segundo os pesquisadores, que as neurotoxinas agem sobre as células nervosas da presa, com uma certa especificidade, dependendo do tipo de animal.

É interessante saber que a toxicidade do veneno de um escorpião pode ser comparada com o tamanho de seus pedipalpos (o equivalente ao braço humano do escorpião); quanto mais robustos os pedipalpos, menos o escorpião utiliza-se do veneno para com suas presas e quanto menores eles forem, mais o veneno do escorpião pode ser letal às suas presas.

O veneno de escorpiões do tipo Tityus serrulatus, que parece ser o veneno mais tóxico de todos os escorpiões da América do Sul, age sobre o sistema nervoso periférico dos humanos, causando dor, pontadas, aumentando a pulsação cardíaca e diminuindo a temperatura corporal. Estes sintomas, devido ao seu peso corporal, são mais acentuados em crianças, e devido às condições físicas, aos idosos. Todos os escorpiões são venenosos, porém apenas 25 espécies podem ser mortais aos humanos. Sua ferroada assemelha-se em grau de toxicidade da ferroada de uma abelha.

O tratamento consiste na aplicação local da ferroada de um anestésico (lidocaína a 2%) e soro antiescorpiônico (obtido de escorpiões vivos). O tratamento deve ser hospitalar, de preferência com a apresentação do escorpião para facilitar o diagnóstico e o tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages